Assine nossa newsletter

Banco Ibirapuera

O contraste entre a leveza da forma e o peso bruto do concreto tornou-se uma forte característica da arquitetura brasileira. Neste projeto trazemos este belo conflito para o design e a produção seriada de peças esculturais, numa abordagem inovadora e instigante. O processo produtivo dos bancos IC/Ibirapuera é não poluente, de baixo impacto na natureza e os materiais utilizados em sua produção são recicláveis e reutilizáveis. Uma das principais razões para isto é que os bancos curam sem auxílio de fornos, o que propicia dois grandes benefícios: não se utiliza de nenhuma fonte de energia extra (elétrica, gás ou carvão) e não se expelem gases poluentes na atmosfera.